ANÁLISE DA SENSIBILIDADE DO RESULTADO CONTÁBIL ÀS VARIAÇÕES DO ATIVO PERMANENTE OCASIONADAS PELA LEI N° 11.638/07 - Contabilidade & Métodos Quantitativos

Contabilidade & Métodos Quantitativos

Contabilidade & Métodos Quantitativos

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

ANÁLISE DA SENSIBILIDADE DO RESULTADO CONTÁBIL ÀS VARIAÇÕES DO ATIVO PERMANENTE OCASIONADAS PELA LEI N° 11.638/07

O artigo que dá título ao post é de um dos autores do blog (Vinícius Martins) e foi premiado como melhor artigo apresentado no Seminário de Contabilidade da UFPE, em 2011 e foi publicado na Revista da Informação Contábil.

Segue o resumo:

O objetivo desta pesquisa é evidenciar a sensibilidade das demonstrações contábeis com relação
às mudanças de critérios de mensuração do ativo ‚permanente‛, decorrentes da Lei 11.638/07. A pesquisa utilizou-se do teste não paramétrico de Wilcoxon e para analisar a sensibilidade das variações no lucro às variações no ativo permanente fez-se o uso da regressão cúbica. Dentre os resultados encontrados, pode-se destacar que apenas as variações ocorridas no ativo permanente foram estatisticamente significativas.

Palavras-Chave: Comparabilidade. Normas Brasileiras de Contabilidade. IFRS. Convergência
Internacional. Diferenciação do Disclosure.

MACÊDO, H. C. de; PAULO, E.; MARTINS, V. G.; NIYAMA, J. K. ANÁLISE DA SENSIBILIDADE DO RESULTADO CONTÁBIL  ÀS VARIAÇÕES DO ATIVO PERMANENTE OCASIONADAS  PELA LEI N° 11.638/07, RIC - Revista de Informação Contábil  -  ISSN 1982-3967   -   Vol. 5, no 3, p. 43-58, Jul-Set/2011 Disponível em http://www.ufpe.br/ricontabeis/index.php/contabeis/article/view/397/263

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate