O uso de métodos quantitativos para auxiliar decisões que reduzam os desperdícios - Contabilidade & Métodos Quantitativos

Contabilidade & Métodos Quantitativos

Contabilidade & Métodos Quantitativos

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

O uso de métodos quantitativos para auxiliar decisões que reduzam os desperdícios

 Estou postando aqui um artigo que escrevi pro Portal da Classe Contábil quando estava tendo o primeiro contato com o que viria a ser minha monografia. Segue o artigo e no final tem um link para a página onde ele está publicado com o final e algumas dicas.

Hoje é cada vez mais comum o uso de métodos quantitativos, também conhecidos como Ciência da Administração, sejam eles: estatísticos, probabilísticos e os computacionais – uso de softwares específicos, planilhas etc. – nas grandes empresas. Mas, só nas grandes empresas não é o bastante! Os cursos de graduação da área de negócios precisam incentivar, estimular o uso desses métodos para AUXILIAR as pequenas e médias empresas a criar a cultura do Planejamento Financeiro, da Projeção do Fluxo de Caixa, do uso da Programação Linear, Análise de Regressão etc.

Para que o Gestor possa utilizar esses métodos em seu processo decisório, ele necessita de profissionais aptos a calcular, projetar essas ações e mostrar de uma maneira compreensível o seu resultado. Esse profissional pode ser um administrador financeiro, contador gerencial, Economista – entedam aqui como engenheiro dos negócios. O papel desse engenheiro dos negócios é, entre outros tantos: analisar qual é a maneira mais eficiente que os insumos podem ser empregados, analisar alternativas de investimentos, maximizar o lucro, aumentar a qualidade no serviço prestado, diminuir danos ao meio ambiente etc.

Um caso bem simples do uso de alguns métodos matemáticos usados na gestão empresarial, e que qualquer intraempreendedor pode perceber, é de um estudo recente em que o colaborador percebeu que os aparelhos de ar-condicionado antigos consumiam energia bem acima dos equipamentos novos.
Em uma das salas em que são usados os equipamentos, foi feito o cálculo da necessidade em BTU’s, que é de 40.000. Nessa sala, há dois equipamentos antigos, que somados têm 33.500 BTU’s e consomem R$ 499,20/mês de energia, todos os meses. Percebam que os equipamentos têm 9.500 BTU’s a menos, ou seja, não atendem às necessidades do ambiente, logo, a empresa não está satisfazendo algumas necessidades dos clientes.  Trocando esses dois aparelhos por um de 40.000 BTU’s, o consumo diminuiria para R$ 196,80/mês. Haveria uma redução no custo de R$ 302,40/mês. Em um ano o custo total  que era de R$ 5.990,40, passa a ser de R$ 2.361,60 totalizando uma redução de R$ 3.628,80 por ano, em apenas uma das salas da empresa.

A empresa, mantendo esse equipamento, está  tendo um Custo de oportunidade de R$ 3.628,80/ano, pensando só na finalidade, que é o lucro. Sem contar, ainda, com a insatisfação dos clientes, que pode gerar uma imagem negativa e o aumento da Demanda por energia que pode ocasionar na construção de novas hidrelétricas, termoelétricas, causando impactos ambientais.
Essa é uma informação simples e fácil de ser obtida. Qualquer pessoa pode gerá-la, desde que haja um estímulo do seu uso, desde a graduação.  Você que trabalha em empresas e percebe o alto consumo de água, energia, papel, deslocamento de materiais que podem ser reduzidos, entre muitas outras coisas, pode usar a Pesquisa Operacional, Métodos Quantitativos, Ciência da Administração e outras tantas denominações que podem ser usadas para diminuir esse custo e melhorar os processos da empresa. Você é a alma do negócio.

Algumas dicas para tornar sua empresa mais eficiente no uso dos recursos, reduzindo alguns desperdícios: clique.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate