1 ano do #JoesleyDay: enquanto uns choram... - Contabilidade & Métodos Quantitativos

Contabilidade & Métodos Quantitativos

Contabilidade & Métodos Quantitativos

sexta-feira, 18 de maio de 2018

1 ano do #JoesleyDay: enquanto uns choram...

PARABÉNS A TODOS OS BRASILEIROS PELO NOSSO 1º ANIVERSÁRIO DO JOESLEY DAY!

Ontem, dia 17/05/2018 foi aniversário de 1 ano do vazamento da delação do empresário Joesley Batista. Hoje, dia 18/05/2018, fez 1 ano do derretimento da bolsa por causa do vazamento da delação.



Naquele dia 17/05, à noite, eu estava me dirigindo, de ônibus, para o interior de São Paulo. Passei a viagem toda pensando no que aconteceria no dia seguinte e cheguei a uma conclusão com quase 100% de certeza (nada é certo no mercado de capitais e muito menos no Brasil - nem mesmo o passado): o dia seria de derretimento em massa na bolsa e eu teria boas oportunidades de comprar ações em promoção.

Dito e feito.

O dia 18/05/2018 foi o dia mais turbulento da nossa bolsa desde a Crise de 2008! O Ibovespa fechou em baixa de mais de 8%, enquanto que o dólar fechou em alta de mais de 8%.

Para quem é novo aqui no blog ou não sabe o que aconteceu naquele dia, recomendo que leia os links abaixo:


  1. Operações da JBS: até quando a CVM vai permitir isso?
  2. Reclamação enviada à CVM
  3. Negociações dos insiders: sempre aos 45 do segundo tempo
  4. Existem evidências de negociações anormais no caso da JBS?
  5. Explorando mais algumas evidências sobre o caso de "insider trading" na JBS

O que aconteceu na bolsa de valores no Joesley Day foi motivo para nos fazer rir, ou para nos fazer chorar?


Eu lembro que senti um misto de emoções naquele dia. 

Por um lado, como um sniper buy & holder, eu fiquei muito feliz por zerar a minha renda fixa e comprar tudo de ações com desconto.

Por outro eu fiquei triste alguns dias depois por ter certeza de que alguém negociou com o uso de informações privilegiadas - coisa que eu critico e apresento evidências desde que comecei a pesquisar sobre mercado de capitais, como vocês podem ver nos links acima.

Vejam o efeito desse dia na nossa bolsa no gráfico abaixo. Foi um grande "estouro" - que foi recuperado alguns meses depois e quem soube aproveitar ganhou muito dinheiro.


É em dias assim que o dinheiro troca de mãos e os pacientes ganham, enquanto que os impacientes perdem - desde que haja fundamentos claros de que não haverá impacto forte nas suas ações.



Hoje, um ano depois, temos a seguinte situação:



O CASO ESPECÍFICO DA PETROBRAS APÓS O JOESLEY DAY

As ações da Petrobras, especificamente, saíram de R$ 15,61 para R$ 13,15 (desvalorização de 15,76% em um único dia!). 

No outro dia elas já subiram para R$ 13,62 (valorização de 3,57% em um único dia!). 

No dia 20/09/2017 as ações da Petrobras retornaram aos patamares anteriores ao Joesley Day e ontem (enquanto eu escrevia esse texto) estavam sendo negociadas acima dos R$ 26,00. 

Ou seja, um retorno de quase 100% em um ano – para quem soube aproveitar aquela oportunidade. 

Isso é renda variável. Ela varia. Enquanto uns choram, outros vem e os devoram, diria o Planet Hemp


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate