[REVIEW] Big Mistakes: livro sobre erros de grandes investidores - Blog ContabilidadeMQ

Blog ContabilidadeMQ

Blog ContabilidadeMQ

domingo, 30 de junho de 2019

[REVIEW] Big Mistakes: livro sobre erros de grandes investidores

Essa é uma resenha diferente das demais, porque não sou eu (Felipe) o autor. 

Anualmente eu premio os meus alunos de Finanças 1 com a maior nota. O prêmio é um livro. Só que desta vez, além de dar o livro, eu convidei os alunos a escreverem uma resenha sobre o livro que ganharam de presente.

Dessa forma, essa resenha, e a próxima, é de autoria dos premiados. A primeira delas foi escrita por Lucas Costa Santos (aluno de Economia da UFPB) (@lucascostsantos).

O livro traz histórias de erros cometidos por vários investidores de sucesso, de modo que você possa tentar tirar lições para você por meio do erro dos outros. Lucas trouxe uma visão geral do livro e apresentou mais detalhes sobre um dos capítulos, para vocês terem uma ideia mais específica sobre a abordagem do autor.

Boa leitura!

Sobre o autor: Michael Batnick é diretor de pesquisa da Ritholtz Wealth Management. Ele desenvolve e implementa gerenciamento de risco nos portfólios dos seus clientes. Ele também tenta educar as pessoas por meio de seu blog The Irrelevant Investor.

Caso queiram comprar o livro, aqui está o link:



Vamos à resenha:



Big mistakes: the best investors and their worst investments” é um livro imprescindível para quem gosta de histórias a respeito dos grandes vencedores. Mas, como o título diz, o livro não conta histórias de sucesso, ele mostra que pessoas extraordinárias também cometem erros comuns.

O autor Michael Batnick, em entrevista a CNBC, disse que o objetivo dele, ao escrever a obra, era demonstrar para as pessoas que “bater o mercado é extraordinariamente difícil”. 

Não sei se é coincidência, mas o último livro que eu li (Elements of Investing, cuja resenha vocês podem ler clicando aqui) também falava sobre a dificuldade de bater o mercado, e recomendava bastante as estratégias passivas, por exemplo por meio de ETFs - após a leitura dos dois livros já estou quase vendendo minhas ações para colocar tudo em algum ETF kkkk.

O livro eu diria que é de uma acessibilidade média

Como só existe a versão em inglês, é necessário estar familiarizado com alguns termos de finanças. O autor não explica tudo detalhadamente, o que pode dificultar o acesso àqueles que estão começando os estudos sobre o assunto. 

Contudo, para alguém que consegue se virar no inglês (não precisa saber tuuudo de inglês, porque as palavras que o autor utiliza são as do dia-a-dia) e já tem algum conhecimento básico do mundo das finanças, o livro é bastante agradável.

A estrutura escolhida pelo autor me agradou bastante

São 16 capítulos contando 16 histórias diferentes (colocarei o título de cada um no final para incentivar vocês a lerem), cada um contendo uma lição principal. 

Para quem gosta de pular alguns capítulos e quiser ler só as histórias dos figurões, não sentirá dificuldade, pois os capítulos são independentes (não recomendo fazer isso, preferi seguir a ordem do livro e ler todas as histórias. As melhores lições foram tiradas de investidores que eu não tinha a mínima ideia de quem eram!). 

Dentre os investidores mais conhecidos temos capítulos sobre os erros de Ben Graham, Warren Buffet, Bill Ackman, Druckenmiller, Keynes e vários outros.

Esse não é um livro no estilo “olha, isso não funciona, tente a outra estratégia”, mas sim sobre reconhecer que, quando cometemos um erro, isso faz parte do jogo. 

Essa frase veio logo no prefácio e foi uma das minhas prediletas:


A coisa mais importante que investidores de sucesso têm em comum é se preocupar apenas com o que eles podem controlar. Eles não perdem tempo se preocupando para qual direção o mercado vai seguir, ou sobre o que o Banco Central vai fazer, ou sobre quanto estarão a inflação e a taxa de juros no próximo ano. Eles permanecem no seu círculo de competência, não importa o quão estreito ele seja.    
Vou dar uma palhinha e contar um pouquinho sobre o capítulo que mais chamou minha atenção:


Capítulo 4: John Meriwheter – O limite dos gênios

O capítulo inicia contando a história de Isaac Newton (esse eu não preciso apresentar né?!), considerado por muitos o homem mais inteligente que já passou pela terra, e seus investimentos em ações na South Sea Company

Newton comprou e vendeu as ações da empresa citada acima, obtendo um retorno de 100% no seu investimento. Estaria tudo bem se as ações não tivessem subido 8 vezes em apenas 6 meses. 

Newton, sem conseguir conviver com o sentimento do arrependimento, comprou as ações novamente; o problema é que elas estavam no topo, e ao invés de dobrar seu capital, Newton perdeu quase tudo. 

Quando a bolha estourou, demorou apenas 4 semanas para os preços caírem 75%!

 A reflexão que o livro nos deixa é que o mercado não nos compensa por sermos inteligentes, capacidade intelectual pura é apenas um dos pré-requisitos para ter sucesso nos investimentos. 


Isaac Newton foi uma das pessoas mais inteligentes a andar sobre a terra, e nem mesmo ele foi capaz de resistir ao ver outras pessoas ficando ricas e ele não.

Porém, o capítulo não é sobre Newton e sim sobre Meriwheter e seu dream team. 

John Meriwheter, o qual construiu uma carreira de 2 décadas no Solomon Brothers, chegando à vice-presidência do banco, fundou a Long-Term Capital Management (LTCM) em 1994. 

Ele se cercou dos melhores (até chegou a ser acusado de roubar uma geração inteira de talento acadêmico!) chegando a ter dois futuros ganhadores do Prêmio Nobel trabalhando com ele (Robert Merton e Myron Scholes), concentrando a “maior média de pontos de QI por metro quadrado” segundo a Fortune.

O time de magos de Meriwheter estava formado, faltava entrar no jogo. E eles entraram em grande estilo; em fevereiro de 1994, com $1.25 bilhões, eles abriram as portas e em apenas 10 meses retornaram 20%. Em 1995 ganharam 43%, em 1996 retornaram 41%, obtendo um lucro de $2.1 bilhões, maior que o de companhias como Disney, Nike ou McDonald’s!

Mas retornos extraordinários não duram para sempre e as estratégias de arbitragem da LTCM não seriam a exceção. 

Eles confiavam tanto nas suas previsões que, em certo momento, eles estavam alavancados 100:1, deixando $1.25 trilhões em posições abertas! 

Crises envolvendo a Rússia em 1998 e o preço do barril de petróleo levaram a uma das maiores evaporações de capital jamais vista, sendo necessária uma intervenção do Federal Reserve Bank of New York, em conjunto com outros 14 bancos, no valor de $3.6 bilhões, visando proteger o sistema financeiro como um todo.

Então, fica a questão: como pessoas tão inteligentes puderam ser tão estúpidas? 

Segundo Batnick:


O maior erro deles foi confiar demais na capacidade dos modelos de captar o comportamento humano quando dinheiro e serotonina estão simultaneamente explodindo”. 

E desse trágico episódio sai uma das lições mais valiosas do livro: inteligência combinada com excesso de confiança é uma receita perigosa quando o assunto é investimentos.

Existe um livro contando essa história da LTCM, para aqueles que quiserem se aprofundar:




Retorno dos investimentos x Retorno do investidor

Por fim, eu gostaria de chamar a atenção para um ponto que o autor aborda bastante no livro: retorno dos investimentos x retorno do investidor. 

Esse gap entre o retorno dos investimentos e o retorno do investidor (que em quase todos os casos é desfavorável ao investidor) é fruto justamente daquilo que o livro aborda constantemente: as emoções do investidor

Nossas decisões nem sempre são tomadas de maneira racional, e é justamente nesses momentos que ficamos expostos às chances de sofrer uma perda considerável. 

Quem resolve vender em um momento de pânico, ou comprar em um momento de euforia em demasia certamente é um investidor que irá sofrer com essa diferença.

Dessa maneira, eu recomendo a leitura do livro. Sempre é bom aprender com os erros dos outros1

Aqui está a lista dos capítulos que falei no início do post:

Capítulo 1
Benjamim Graham – Não existem leis eternas
Capítulo 2
Jesse Livermore – Gerencie seu risco
Capítulo 3
Mark Twain – Não fique preso
Capítulo 4
John Meriwheter – O limite dos gênios
Capítulo 5
Jack Bogle – Encontre o que funciona para você
Capítulo 6
Michael Steinhardt – Fique na sua faixa
Capítulo 7
Jerry Tsai – Você não é tão inteligente quanto você pensa
Capítulo 8
Warren Buffet – Cuidado com o excesso de confiança
Capítulo 9
Bill Ackman – Saia da sua caixa de sabonete
Capítulo 10
Stanley Duckenmiller – Lições duras podem ser necessárias
Capítulo 11
Sequoia – Os riscos do investimento concentrado
Capítulo 12
John Maynard Keynes – O jogo mais viciante
Capítulo 13
John Paulson – Você só precisa ganhar uma vez
Capítulo 14
Charlie Munger – Lidando com grandes perdas
Capítulo 15
Chris Sacca – Encarando o arrependimento
Capítulo 16
Michael Batnick – Looking at the mirror





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate